Abater ou comprar a carcaça?

por | 23 abr, 2019 | Frigoríficos

Em um frigorífico, via de regra, o giro é alto e a margem é apertada. Então, todo e qualquer ganho ou vantagem na produção pode influenciar na lucratividade da operação.

Um destes ganhos pode ser obtido no correto equilíbrio entre a quantidade comprada de carcaças e o abatimento interno. Mas como decidir entre um ou outro?

 

 

 

Obviamente que o custo deve ser o fator a ser considerado. Mas enquanto o custo da carcaça é informado pelo mercado, como definir o custo do abate?

Para tanto devemos considerar alguns fatores:

Primeiro, é claro, o custo de matéria-prima. Ou seja, o preço e quantidade consumida de porco vivo e seu rendimento.

Em seguida, o custo dos processos envolvidos como a insensibilização, sangria, escaldaria, depiladeira, toalete, etc.

Em cada uma destas etapas, irão incidir custos como:

     1. Insumos: Desinfetantes e produtos de limpeza Devem ser alocados conforme o volume de produção. Ou seja, a quantidade consumida será rateada pela quantidade de carcaças produzidas.

 

      2. Custos operacionais da empresa: água, eletricidade e gás Devem ser alocados de acordo com o consumo em cada etapa do processo. E depois rateados para as carcaças produzidas de acordo com o quanto cada uma consome de cada processo.

 

     3. Pessoas: Mão de obra direta e indireta Neste caso, temos que verificar o custo salarial de todas as pessoas envolvidas na produção e o esforço de cada uma na produção de cada carcaça. Em alguns casos, pode ser direto, como nas etapas de insensibilização, sangria ou toalete. E em outros, indireto, como no setor de contas a pagar.

 

     4. Máquinas: Depreciação e manutenção de máquinas e equipamentos. Aqui, deve-se calcular o quanto cada máquina deprecia mensalmente, para depois alocar este custo às carcaças, conforme utilização de cada máquina. Por exemplo, se uma máquina deprecia R$ 2.000,00/mês e tem-se a produção de 1.000 carcaças naquele mês, cada carcaça terá um custo de depreciação de 2 reais.

No final, teremos uma estrutura similar a esta:

 

 

 

 

E com esta informação você pode comparar quando e em qual quantidade vale a pena adquirir a carcaça diretamente no mercado.

Mas o desafio é como chegar nestes números de forma precisa e rápida! Quer saber mais a respeito? Acesse http://bit.ly/RC_frigorificos

Agendamento

Receba uma apresentação do software sem compromisso!

RC Costs

Conheça a solução que gerencia custos e ajuda a vender mais!

RC Lean

A controladoria no leme da operação. Saiba mais!