Indústria 4.0: Entenda como você pode se posicionar diante dessa iminente 4ª revolução industrial 

por | 1 abr, 2022 | Gestão, Lean Manufacturing

Indústria 4.0

 

Neste artigo, você vai entender o que é a indústria 4.0, qual seu contexto histórico, quais os pilares que sustentam essa nova revolução industrial, como ela vai impactar o mercado e como você pode se posicionar diante desse cenário.

 

Então, pegue uma caneta e um papel e aproveite o conteúdo de hoje…

 

Contexto Histórico em que Surge a Indústria 4.0

 

Indústria 4.0

 

Tudo começou em 1784, quando Thomas Newcomen descobriu que era possível tirar energia do vapor. Sua descoberta o levou a uma série de tentativas de conseguir montar um aparelho que fosse capaz de substituir a mão de obra humana.

 

Após muito persistir, ele conseguiu desenvolver máquinas que conseguiram substituir o trabalho manual do homem. Sua invenção gerou uma nova forma de manufatura, com avanços muito importantes para a época, principalmente para a indústria têxtil. Essa nova forma de produzir foi chamada de Primeira Revolução Industrial.

 

Após certo tempo, em 1870, surgiram as primeiras linhas de montagem na produção, com o uso de petróleo, gás e energia elétrica. Essas novas fontes de energia, juntamente com redes de comunicação mais avançadas como o telégrafo e o telefone, abriram espaço para a produção em massa e as vendas em larga escala.

 

Este período foi chamado de Segunda Revolução Industrial e trouxe profundas mudanças em alguns mercados, dentre eles principalmente o automobilístico. E assim foi até os tempos mais modernos, quando em 1969, houve a introdução de eletrônicos, automação e computadores no processo industrial. Houve a necessidade de começar a metrificar os dados durante a cadeia produtiva para poder ter mais controle do que estava sendo feito.

 

Com o avanço do mercado de eletrônicos, os computadores foram ganhando espaço no processo de produção como um meio de mensurar e organizar todos aqueles dados. Rapidamente, seu uso foi disseminado nas empresas em praticamente todos os países, a esse movimento foi dado o nome de Terceira Revolução Industrial.

 

O que é a Indústria 4.0?

 

A indústria 4.0 nada mais é do que a iminente Quarta Revolução Industrial que está prestes a acontecer.

Ela se refere ao novo modo de produção, baseado na integração das novas tecnologias em todo o processo produtivo de uma empresa. Agora, não basta apenas que você mensure todos os dados em seus computadores, mas se faz essencial a implementação dessas novas tecnologias para deixar suas máquinas mais inteligentes e seus processos mais eficientes.

E essa inteligência que você ganha reflete na qualidade dos produtos que você leva ao marketplace, o que no final das contas contribui para a valorização da sua empresa como um todo.

 

Indústria 4.0

 

Quais são as ‘’novas tecnologias’’ que vão ditar essa Revolução?

 

Pra você entender melhor essa nova indústria, é bom que você entenda os pilares que a sustentam. 9 novas tecnologias estão conduzindo o mercado a essa revolução. Vamos a cada uma delas e seus respectivos significados:

 

  • Internet das Coisas (IoT): Esse termo se refere a uma rede de conexões entre objetos físicos, que possibilita a coleta e a troca de dados apenas com a ajuda da internet. Na prática, isso seria uma máquina comunicando com outra a base de sinal wi-fi.

 

  • Robótica Automatizada: Os robôs automatizados já são uma realidade bem comum em alguns países, como o Japão por exemplo. A ideia aqui é substituir os humanos por robôs em atividades mecânicas e monótonas. Equipados com Softwares de ponta, Inteligência Artificial e sensores de alta precisão, essas máquinas tornam-se mão de obras incansáveis.


  • Inteligência Artificial (IA): A inteligência artificial ou IA, nada mais é do que programa de computador que habilita a máquina a simular determinados comportamentos humanos, como o aprendizado, o planejamento, o raciocínio e a capacidade cognitiva, de tal forma a instalar tudo isso dentro do sistema de comando dos robôs, permitindo que eles alcancem o máximo de performance em suas atividades fabris. 


  • Cloud Computing: A computação em nuvem nada mais é do que o uso de ferramentas que te possibilitam armazenar, acessar e compartilhar de forma rápida, simples e fácil seus arquivos e outros documentos ricos em dados e informações. Suas vantagens vão muito além da sua velocidade, praticidade e escalabilidade. Ela fornece a base para que você consiga desenvolver a inteligência de tecnologias mais avançadas como IA e Internet das Coisas.

 

  • Realidades Aumentadas: Essa tecnologia te permite uma percepção minuciosa da realidade adicionando informações digitais ao lado da versão original

 

  • Big Data Analytics: Esse termo refere-se ao processo que você passa para entender os dados do seu negócio e tomar decisões mais assertivas. Geralmente, esse entendimento vem com análises por meio de ferramentas ou até mesmo por profissionais da área. (Cientistas de Dados.)

 

  • Segurança Cibernética: Este é um ponto muito importante que você deve estar bem atento. Note que, toda essa rede formada por ferramentas, dados, intercomunicações entre máquinas, tudo isso gera um ecossistema digital próprio.

 

Infelizmente, existem pessoas de má fé nesse mundo, que usam suas habilidades apenas para interesses próprios e não dão a mínima para os efeitos de suas atividades ilegais.

Os hackers utilizam de alguma vulnerabilidade em seu ecossistema digital, para penetrar seu sistema de segurança e fazer o que bem entenderem com sua privacidade e com seus dados. Logo, a segurança cibernética é a prática de defender computadores, servidores, sistemas eletrônicos e toda sua rede de informações digitais de ataques maliciosos.

 

  • Integração Horizontal e Vertical: Essa integração é a espinha dorsal da indústria 4.0. Ela permite que todo o operacional seja conectado ao estratégico, de tal forma que os silos de dados já não são mais viáveis. Aqui todos os departamentos de produção estão fortemente integrados à área de negócios.

 

  • Manufatura Aditiva / Impressão 3D: A manufatura aditiva, ou impressão 3D, é uma tecnologia muito promissora. Isso pois, com ela, você consegue personalizar seus produtos em massa, trazendo maior proximidade com o consumidor final. Além disso, você consegue reduzir as distâncias e os custos de transporte de suas mercadorias.

Isso é possível pois seus produtos podem ser armazenados em estoques virtuais e impressos sob a demanda, no momento em que for preciso.

 

 

Qual o impacto das novas tecnologias dentro dos negócios?

 

Antes de te apresentar como essas novas tecnologias podem catalisar o crescimento da sua empresa, eu quero desmentir um preceito que você pode estar pensando nesse exato momento.

Para você se beneficiar disso tudo, você não precisa ter uma mega empresa, com mais de 100 colaboradores, com franquias em todo o país e com orçamento astronômico para equipamentos, ferramentas e marketing. Basta você entender muito bem seu modelo de negócios, e aderir ao que te convém. É simples.

 

Tem uma frase de Klauss Schwab, na qual diz…

‘’Nesse novo mundo não é o peixe grande que engole o peixe pequeno, é o peixe rápido que engole o peixe lento.’’

Basta você se cercar de pessoas que te ajudem a chegar onde você precisa e agilizar a tomada de decisões.

 

Principais benefícios: 

 

  • Aumento da produtividade em virtude das integrações dessas novas tecnologias

Logo de cara, o primeiro benefício que podemos observar desse novo modo de produzir, baseado em integração e conectividade, é o aumento da produtividade de todos os setores da cadeia produtiva.

A equação é simples, uma vez que você consegue implantar máquinas altamente eficientes em processos bem alinhados, você dobra a produtividade daquela operação.

 

  • Desenvolvimento de Produtos Inteligentes

Com essas novas tecnologias, você se torna capaz de desenvolver produtos que não só servem os clientes dentro do seu marketplace da melhor forma, como também os utilizam como um meio para abrir as portas para novos modelos de negócios.

 

  • Valorização do seu Ativo mais Valioso

A partir do momento em que você começa a dar esse boost em toda sua cadeia produtiva, você passa a ter mais inteligência e controle sobre seus processos.

Isso permite que você extraia melhor as horas do seu dia, uma vez que você passa a reduzir ao mínimo as chances de deixar aqueles pequenos gargalos do operacional tomarem todo seu tempo.

 

  • Agilidade para explorar novas Oportunidades

Se tem uma coisa comum a todos os empreendedores de sucesso, é a agilidade na tomada de decisões.

Dinheiro gosta de velocidade, e você se coloca em uma posição de vantagem competitiva quando consegue contar com um sistema inteligente em seu operacional, no qual te permite se antecipar ao mercado para poder explorar novas oportunidades e surfar novas tendências antes que seus competidores enxerguem o mesmo.

 

Como se posicionar diante esse cenário? 

 

Primeiramente, pode ficar tranquilo. Você não precisa ser um estudioso dessas novas tecnologias, nem deter uma mega empresa para poder desfrutar de todos os benefícios que elas podem te trazer.

 

Novamente te digo, basta se cercar de bons profissionais, pessoas que vão te ajudar a chegar onde você quer. Portanto, o primeiro passo que você pode dar agora para se posicionar diante desse cenário é investir em sua rede de networking.

 

Faça contatos com sua equipe de marketing, marque reuniões para entender o que já pode ser feito hoje, se relacione com profissionais e outras empresas do segmento de tecnologia, se informe e se antecipe. Te garanto que quanto antes você se preparar, melhor será para você e para sua empresa.

 

Espero que tenha entendido o conceito de Indústria 4.0, os impactos que ela pode trazer para seu negócio e principalmente, o que você pode fazer para se antecipar a essa iminente quarta revolução industrial.

 

Agendamento

Receba uma apresentação do software sem compromisso!

RC Costs

Conheça a solução que gerencia custos e ajuda a vender mais!

RC Lean

A controladoria no leme da operação. Saiba mais!