Como escalar sua startup sem perder sua sustentabilidade?

por | 10 jul, 2022 | Sistema de Custos

Com as recentes notícias de redução dos investimentos em startups associadas às demissões em massa ocorrendo nas chamadas scale ups, a preocupação passa a ser como escalar sua startup sem perder sua sustentabilidade.

____________________________________

O primeiro resultado da insustentabilidade de uma organização aparece na forma de um balanço deficitário, onde as receitas não são capazes de cobrir todos os custos e despesas da operação. Sendo necessários aportes de investidores para cobrir o rombo, iniciando o tal do “cash burn”, que vai levar a startup até a próxima rodada de investimentos.

Mas e se não houver mais aportes?

Para garantir um crescimento sustentável, ou seja, a partir da geração de caixa próprio, obviamente que as receitas devem cobrir os custos e despesas da operação, e ainda garantir um lucro para realizar investimentos. Só que uma startup é composta por vários setores. E como uma das principais características de negócios inovadores é justamente sua capacidade de crescer exponencialmente, em pouco tempo, a empresa pode passar de alguns poucos para centenas de colaboradores. Tendo ainda de adquirir novos espaços físicos e infraestrutura para acomodar esse crescimento.

Então como crescer de forma planejada?

____________________________________

A primeira questão é entender que toda e qualquer empresa é composta por “recursos”, que são consumidos para a entrega do valor para o cliente, seja ele na forma de um produto ou serviço. Alguns destes “recursos” vão incidir diretamente na capacidade de oferta, enquanto outros, de forma indireta. Por exemplo, os colaboradores e infraestruturas do setor de “Suporte” são recursos que incidem diretamente na oferta deste serviço. Quanto mais recursos de “Suporte”, maior será a capacidade de atendimento aos clientes. Já os recursos do setor “Financeiro” incidem indiretamente, uma vez que o aumento desses não está diretamente associado a um aumento na capacidade de atendimento.

Para mensurar adequadamente a quantidade de recursos de um setor deve-se trabalhar com métricas de capacidade produtiva. A mais comum nestes casos é “hora-homem”. Veja se, em média, cada cliente consome 1 hora de suporte por mês e a previsão é que no próximo mês serão adquiridos mais 160 clientes, haverá a necessidade de 160 horas adicionais de suporte. Ora, cada colaborador trabalha em média 8 horas por dia ou, em um mês de 20 dias úteis, 160 horas por mês. Portanto será necessária a contratação de mais 1 colaborador no setor de “Suporte” para garantir o atendimento ao cliente.

____________________________________

E pode-se ainda considerar as métricas financeiras. No mesmo exemplo anterior, adicionando os salários e as despesas operacionais do setor de “Suporte”, como energia e computadores, consegue-se mensurar o custo de cada hora-homem. E assim avaliar qual impacto financeiro do setor de suporte sobre as receitas de cada cliente.

Desta forma você terá construído um Sistema de Custos para sua startup que, não apenas será capaz de balancear a capacidade produtiva ideal conforme crescimento da sua empresa, mas também lhe fornecerá insights financeiros para subsidiar desde decisões de contratações (ou demissões), até de precificação de seus produtos ou serviços, para garantir sempre a lucratividade do negócio.

E você terá em mãos uma ferramenta gerencial que lhe indicará como escalar sua startup sem perder sua sustentabilidade.

Agendamento

Receba uma apresentação do software sem compromisso!

RC Costs

Conheça a solução que gerencia custos e ajuda a vender mais!

RC Lean

A controladoria no leme da operação. Saiba mais!